Os benefícios do Marketing Cultural

Em tempos de era digital e distribuição massiva de informações através da Internet, torna-se ainda mais desafiador para qualquer tipo ou tamanho de empresa alcançar o objetivo de estabelecer uma comunicação mais efetiva com seus públicos. Muitas são as ofertas de divulgação de marcas através dos veículos tradicionais como a TV, o Rádio, o Jornal, as Revistas, a Internet, entre outros. Cada vez mais também é questionável a efetividade destes veículos no que diz respeito à sua capacidade real de “cativar” o público, estabelecer um processo de empatia.

É justamente a busca pela solução dessa problemática quem faz muitas empresas optarem pelo marketing cultural, que usa a cultura como um transmissor de mensagem, dispensando a elaboração racional e explorando muito mais as sensações, o prazer e a satisfação para alcançar seu objetivo.

Esta forma de comunicação pode ser usada no relacionamento com qualquer um dos stakeholders da empresa, ajudando a solucionar problemas ou a cumprir objetivos: Atrair e manter clientes, reforçar ou aprimorar a imagem corporativa da marca, estabelecer relações duradouras com a comunidade, treinar funcionários, etc.

As vantagens para a empresa ao optar por uma comunicação empresarial através da cultura, além das mencionadas acima, ainda podem estar relacionadas à maximização dos recursos tributários, caso a ação de marketing cultural esteja ligada à um projeto aprovado por lei de incentivo fiscal. São as chamadas Leis de Incentivo Fiscal, através das quais a empresa pode investir determinado valor num projeto cultural devidamente aprovado pelos respectivos órgãos públicos (Ministério da Cultura, Secretaria Estadual de Cultura de um determinado estado ou Secretaria/Fundação Municipal de Cultura de uma determinada cidade) e deduzir o valor investido, total ou parcialmente, do valor devido de imposto, que pode ser o Imposto de Renda, o ICMS, o ISS ou o IPTU, conforme lei e a instância na qual o projeto foi contemplado. Os projetos culturais oferecem ainda vantagens diferenciadas, conforme suas cotas de patrocínio, que tratam das formas de inserção das logomarcas nos materiais de divulgação, quantidades de ingressos para espetáculos, shows exclusivos, entre tantos outros benefícios.

Resumindo, com ou sem incentivo fiscal, o marketing cultural oferece vantagens a olhos vistos ao mundo corporativo, auxiliando empresas em suas estratégias internas e externas, além de ajudar na melhoria da sociedade como um todo.

Mas afinal, por que investir em cultura?

“A cultura é ponto de partida para um projeto de nação, para o desenvolvimento social, para as oportunidades econômicas, mercados potentes, empresas inovadoras, brasileiros capazes, competentes e livres, Adquire, cada vez mais, sua corporificação como ente econômico e instrumento de lazer e entretenimento.” Leonardo Brant



ir para o topo